Quarta-feira, 22 de Outubro de 2008

O ensino e a ministra

Depois de ler esta entrevista que Maria de Lurdes Rodrigues deu para a Visão fiquei definitivamente sem esperança nenhuma na política educativa deste Governo. Às vezes penso que vale a pena que o PS perca as eleições só para se eliminar esta ministra.

A propósito da percentagem de repetentes no segundo ciclo (que está nos 7,4%), MLR começa por criticar os professores que "teimam" em chumbar os alunos. Diz a ministra: «O que é que os professores pensam? A criança não aprendeu a ler, vale mais que fique retida, para aprender a ler. E fica para trás.» A entrevistadora pergunta então se vale a pena ficar para trás, e ela responde: «Não vale. E isto para uma criança de 7 anos é dramático. É o início de um precurso desastroso. Absolutamente desastroso. São estas crianças que depois abandonam a escola. A primeira coisa é que ficam num ano do ensino desasjustado à sua idade. Todos os amiginhos que vão ter no ano a seguir já não são os mesmos, são mais novos, e começa aí um processo de desajuste.»

publicado por Mário Azevedo às 10:13

url do post | comentar | favorito

pesquisar

 

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

textos recentes

... o pobre desconfia

Sacudir a água do capote,...

A minha idade

As coincidências

Procissão das cinzas em V...

Zeca Afonso

A mente não é assim tão p...

Lana Del Rey

A praxe tal como eu a vej...

A Árvore da Vida

arquivo

Dezembro 2012

Setembro 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Junho 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

blogs SAPO