Sexta-feira, 7 de Novembro de 2008

O erro da rainha profissional...

... intitulava o Público. E eu fui ver. O erro da rainha espanhola foi dar uma opinião, coisa que,  pelos vistos, não pode fazer. «O rei, como chefe do Estado, não pode manifestar a sua opinião sobre aspectos concretos», explica José Solozábal, catedrático de Direito Constitucional da Universidade Autónoma de Madrid; «os reis têm direito à opinião, mas não a manifestá-la», elucida o filósofo Fernando Savater.

E foi a este absurdo que chegou a Monarquia.

tags:
publicado por Mário Azevedo às 15:33

url do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 6 de Novembro de 2008

MatrizPix

Aqui está um excelente site a explorar no futuro. A partir do trabalho que o Instituto dos Museus e da Conservação tem desenvolvido no âmbito da documentação fotográfica do património e das colecções dos museus e palácios nacionais, o MatrizPrix disponibiliza um banco de mais de 30 000 imagens digitais, tanto em baixa como em alta resolução.

publicado por Mário Azevedo às 09:57

url do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 5 de Novembro de 2008

Comparação entre sondagens e resultados

Para os que duvida(ra)m das sondagens, aqui vai a comparação entre as projecções apresentadas pelo Pollster (fazendo a média entre as sondagens ) e os resultados finais dos estados considerados battlegrounds:

 

Nevada

Pollster - Obama: 50,8 / McCain: 43,7

Finais - Obama: 55,1 / McCain: 42,7

 

Colorado

Pollster - Obama: 51,9 / McCain: 44,3

Finais - Obama: 52,5 / McCain: 45,9

 

New México

Pollster - Obama: 52,5 / McCain: 43,6

Finais - Obama: 56,8 / McCain: 41,9

 

Missouri

Pollster - Obama: 48,5 / McCain: 47,4

Finais - Obama: 49,3 / McCain: 49,5

 

Indiana

Pollster - Obama: 46,9 / McCain: 48,1

Finais - Obama: 49,9 / McCain: 49

 

Ohio

Pollster - Obama: 49,4 / McCain: 46,3

Finais - Obama: 51,2 / McCain: 47,2

 

Pennsylvania

Pollster - Obama: 51,6 / McCain: 44,4

Finais - Obama: 54,6 / McCain: 44,3

 

Virginia

Pollster - Obama: 51 / McCain: 45,4

Finais - Obama: 51,8 / McCain: 47,3

 

Carolina do Norte

Pollster - Obama: 48,8 / McCain: 48,4

Finais - Obama: 49,8 / McCain: 49,6

 

Florida

Pollster - Obama: 48,8 / McCain: 47,1

Finais - Obama: 50,9 / McCain: 48,4

 

Olhando para as diferenças, melhor só se fossem bruxos.

publicado por Mário Azevedo às 11:54

url do post | comentar | favorito

Hoje os jornais deveriam ter saído à tarde

As eleições americanas são demasiado importantes e justificavam uma alteração no horários de edição.

publicado por Mário Azevedo às 11:19

url do post | comentar | favorito

McCain

Uma coisa que me esqueci de dizer no post anterior. McCain fez um excelente discurso de derrota. Era um grande candidato. Infelizmente, o seu tempo passou, e dificilmente aparecerá outro republicano como ele. O que teria sido da América e do mundo se ele tivesse derrotado Bush há oito anos? Ficaremos para sempre com esta interrogação.

publicado por Mário Azevedo às 11:12

url do post | comentar | favorito

A América que a Europa gosta

Não sei o que se vai seguir, mas a partir deste momento não sentirei mais o estigma do antiamericanismo. Gosto do Presidente dos Estados Unidos, gosto da América que escolheu o seu Presidente. É esta a minha maior satisfação.

 

Foi uma noite longa, cheia de ansiedade e receios. Quando soube da vitória no Ohio, dei um salto de alegria, já sabia que nada poderia tirar a vitória a Obama. Tentei escrever qualquer coisa aqui, mas a Internet estava impossível.

 

Fiquei muito desapontado com a falta de preparação dos jornalistas portugueses. Estive muito atento ao que se passou no último mês nos Estados Unidos da América e percebi, como nunca tinha percebido, que são muito pouco fiáveis as informações que são transmitidas pelas televisões portuguesas e que, pior, há uma inexplicável falta de conhecimento sobre o processo eleitoral americano. Felizmente agora há excelentes blogues, e foi através deles que eu pude acompanhar com segurança tudo o que foi acontecendo.

publicado por Mário Azevedo às 10:03

url do post | comentar | favorito
Terça-feira, 4 de Novembro de 2008

O pesadelo está acabar

Finalmente, para grande alívio, chega ao fim o "reinado" de Bush. Seja quem for que ganhe hoje (99% de hipóteses para Obama), teremos com certeza um presidente americano muito melhor. A vitória de Obama seria uma das coisas mais extraordinárias que poderiam acontecer nos nossos tempos. Por ser negro, sim, mas também por todas as potencialidades em termos de inteligência e sensibilidade social. McCain é um republicano com juízo, que soube estar contra o que de pior existe em Bush. Foi favorável à intervenção no Iraque, é certo, mas julgo que nunca a levaria em prática da mesma forma que Bush. O verdadeiro senão da sua candidatura é Sarah Palin. Só a hipótese de esta mulher chegar à presidência deixa qualquer um de cabelos em pé.

publicado por Mário Azevedo às 15:20

url do post | comentar | favorito

pesquisar

 

Dezembro 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

textos recentes

... o pobre desconfia

Sacudir a água do capote,...

A minha idade

As coincidências

Procissão das cinzas em V...

Zeca Afonso

A mente não é assim tão p...

Lana Del Rey

A praxe tal como eu a vej...

A Árvore da Vida

arquivo

Dezembro 2012

Setembro 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Outubro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Junho 2010

Maio 2010

Janeiro 2010

Outubro 2009

Agosto 2009

Junho 2009

Maio 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Dezembro 2007

Novembro 2007

Outubro 2007

Setembro 2007

Agosto 2007

blogs SAPO